Procurar no site

Contatos

Fanfics twina

fanficstwina@hotmail.com

twinete do mês!!!

meu nome é Thalita (Thaly), e eu tenho 15 anos, moro em Barreiras, Bahia. conheci o site atravez do google. axei uma fufura. mandei a fichina para escrição e estou aki agora! beijão! parabens twina, pelo site MARAVILHOSO!

*********************************

vote na gente!!

Top Twilight Sites Brasil

vote no FANFICS TWINA!

PARCEIROS!

http://i54.tinypic.com/2yjr6s2.jpg

Forks Team Fã clube Pernambucano

 

 

 

 

titulo: cotidiano ----> autor: Gabi ---> sobre: Bella, Edward, Jacob.

titulo: cotidiano ----> autor: Gabi ---> sobre: Bella, Edward, Jacob.



Capitulo 1-

 

Acordei com o sol brilhando atráves da janela e falei comigo mesma- Que ótimo!- apesar de estar sem vontade nenhuma de ir para o colegio, para variar, sabia que ia poder usar meus oculos escuros quando fosse, na troca de sala entre os tempos epara vir embora. Assim quando cruzacese  com Edward ele nao iria notar que meus olhos estavam vermelhos e inchados, além das olheiras enormes que os cercavam. Resolvi levantar da cama e ir para o chuveiro tomar um banho quente na esperança de relaxar um pouco e criar coragem para encontrar o meu primeiro e único amor,pelo menos  até agora, e ele agir daquele jeito que me deixa louca tanto de vontade de correr pelo estacionamento e agarra-lo pelo pescoço e beija-lo, quanto de raiva pois ele parecia náo reparar em mim como mulher para pensar nesse tipo de coisa. Nao quando eu sempre fui apenas sua melhor amiga.

-Mas que grande droga!- Lá vou eu chorar de novo. Porque o mundo é assim? Injusto? Tá certo que eu tenho mais sorte que a grande maioria das garotas as quais seus objetos de desejo nem sabem de sua existencia. No meu caso ele, Edward, sabe que existo. Me dá um abraço e um beijo no rosto todo dia pela manha, me liga ou vai na minha casa todas as noites e sai comigo quase todos os dias do final de semana. Isso tanto me deixa feliz quanto me entristece.

Depois do banho, coloco uma skini, meus tênis adidas, uma camisa de algodão preta e penteio os cabelos. Olho-me no espelho  - Onde foi que deixei meus óculos escuros?- Me perguntei. Depois de revirar o quarto atrás deles bate o desespero. Eles não estão em lugar nenhum. Pego o celular e ligo para Alice. Depois de 6 toques ela atende:

-Bom dia flor do dia!- Me diz, como sempre, super animada.

-Bom dia pra você também minha miúda.- Respondo nada animada, e ela percebendo isso, pergunta:

-O que foi? Chorou a noite toda de novo? É melhor me dizer que não. Diz que não Isabella.

.....................

-Mas que DROGA Bella! Quando você vai parar com isso? Chorar não vai resolver nada! Uma hora dessas enquanto você esta acabada, ele esta super bem disposto, pois dormiu a noite toda. Amiga a gente vai resolver isso! Estou te avisando. EU vou resolver isso. - Primeiro ela meio que gritava, mas no final foi uma ordem e um aviso. Ela fala mais alguma coisa sobre sua nova resolução, então parou e me perguntou:

- O que você queria mesmo?

- Saber se você tem alguma idéia de onde estão meus óculos escuros. - respondo nervosa - Meus olhos estão muito inchados e ele vai perguntar o que aconteceu. O que eu vou dizer? Que tive outro pesadelo e acordei chorando assustada? De novo? Ele vai achar que sou louca!- depois de pensar no que falei, continuo: - Eu sou louca. Eu sei e voce sabe. Mas ele não - Antes que eu falasse de novo, Alice falou:

- Bella desculpa os quase gritos. Voce não é louca, é apenas apaixonada, covarde, mas apaixonada. Eu sei onde seus óculos estão, mas promete que não vai surtar quando eu disser? Promete?

- Onde eles estão?

- Voce não prometeu.

- ONDE ALICE? Fala logo!

- Mas que pessoa estressada! Você tem de dormir, vai te acalmar e…

-ALICE! Cadê?

- No carro do Edward. Voce mesma esqueceu lá depois do cinema, eu o vi guardar.

- Porque você não pegou?

- Porque estavam no carro dele.

- E agora Alice? Diz-me? To lascada. - choraminguei.

- Eu te empresto um dos meus. Eu sei que eles são enormes e elegantes como você já disse várias vezes, mas é o jeito. Ai mais tarde você pede os seus para ele.

- Pega eles pra mim? Por favor? Nem queria ver ele hoje… -Eu insistia para Alice.

- Bella… Menos, muito menos. Nos duas sabemos que você adora ver ele antes de qualquer coisa pela manha, então para de fazer doce. - ela ri como quem lembrou de alguma coisa muito engraçada.

- Que seja. To descendo e te vejo na frente de casa. - respondo indiferente.

- Te amo amiga! To descendo. -  Ela responde com entusiasmo. Como ela pode ser tão animada e tão pequena ao mesmo tempo?

CAP. 2

Assim que cruzo a sala sem parar na cozinha minha mãe pergunta:

-          Bella, e o seu café?  

-          To sem fome mãe. Eu como alguma coisa na escola.

-          Não fique sem comer por favor. Seu pai vai ficar preocupado. E falando nisso, cadê seu irmão?

-          Não sei do Emmette* . Ele já deve estar pegando a Rosalie em casa para depois ir para o colégio. - respondo isso por que é o que acontece todo dia. O fogo deles dois é tanto, que ele já acorda correndo pra ir pegar ela e dar uns bons amassos logo de manha. Tipo, gente é de manha. Qual é? Deviam deixar isso pra depois do colégio, ou a noite... To com inveja eu sei. Não tem hora pra amar.

-          Esta bom minha filha. Bom dia, amo você.

-          Também mãe, ate mais tarde.

Quando saio pela porta Alice me espera no seu carro - um porche amarelo canário igual ela, pequeno, mas chamativo - com uma cara de quem ve alguma coisa muito errada.

-          Isabella, voce foi criada comigo. Nasceu quase no mesmo dia e ainda tem coragem de se vestir assim? Eu devo ter falhado quando passei esses anos te ensinado como se vestir.

-          Alice esquece isso. Não to com paciência pra gracinhas e...

-          Ta bom! Ta bom! Pega o óculos e vamos. Vai dirigindo ou quer carona?

-          Vou dirigindo já que depois que voce encontrar o Jasper fica sem destino apos a aula. - Outro casal que se derrete de amores, mas tímido que Em e Rose, mas ainda sim…

-          Ate lá chata!- Alice entra no carro rindo e sai cantando a musica que toca na radio.

 

Como agüentar mais um dia? Eu devia dizer que tava doente. Pronto. E não ir para o colégio. Resolvi, vou fazer isso, ai me escondo, não atendo o celular, e…

 

Caramba! Corro pra me esconder atrás do meu carro. Acabei de ver o Edward saindo pela porta da frente indo à direção ao seu carro - um volvo perfeito igual ele - mais lindo do que nunca. – Meu Deus! Como ele consegue?- então ele engata a ré e some no final da rua. O que eu fiz depois disso? Corri pro meu carro e sai chutada pro colégio. Eu sei… ridícula né? Sou viciada nesse garoto.

 

Chego ao colégio e lá está ele. Com Alice e Jasper, Emmet e Rosalie, encostados na grade do estacionamento. Vou andando devagar, com medo e animada ao mesmo tempo, ele ta tão, mais tão lindo! Essa camisa de gola em “V” ainda me mata. Quando ele me ve, sai andando na minha direção, me abraça e da um beijo no rosto. Morri.

-          Bom dia Bella! Por que o óculos escuro? – pergunta. Droga. Sabia que ele ia notar…

-          Bom dia Edward. E não dormi bem- respondo meio nervosa.

-           Hum. Mas esta tudo bem?- ele pergunta meio preocupado.

-          Tá sim, tudo muito bem - ai que eu minto mal.

-          Então já que você não quer me falar, vamos para aula- ele fala dando O sorriso torto.

-          Claro, vamos sim.- respondo sem vontade nenhuma, mas já andando ao lado dele.

 

Estamos no ultimo ano do ensino médio. Edward, eu, Alice e Jasper. Emmet e Rosalie estão no segundo mesmo não parecendo, já que ela parece uma modelo e ele é enorme de forte.

Cada um foi pra sua sala.  Minhas aulas eram quase todas com Alice, então como sempre ela se aproveitou disso.

- Bella. Olha pra mim. Quero te falar uma coisa. Alias, melhor... Quero perguntar. Posso?- Ela fez uma cara de coitada igual o gato do Sherek e eu não resisti.

- Pode Alice. Como se isso importace, voce só faz o que quer.
-Eu sei! É porque se dependesse de você, a gente nunca ia fazer nada.

- Alice, pergunta logo.

- Estressada! Tá! To perguntando. Quando você vai partir pra cima do Edward? Sim, porque estamos quase no final do ano, faltam dos meses pro baile e voce ainda não fez nada! Como sempre ele vai ser o rei do baile, e tá correndo o risco da vaca da Loren ser rainha. Diz-me, você quer ela lá, de coroa com ele do lado? Enquanto era pra ser você? Bella, minha nossa, eu sei e você sabe que assim não dá mais... Voce nem contou pra ele que vai embora à manha depois do baile. E se ele ainda estiver achando que vamos todos pra mesma faculdade? Ele vai ficar arrasado quando souber, e voce nem dá chance de ele saber o que  voce sente por ele...
-  Alice! Para por favor! O Edward deve saber que eu gosto dele, não é possível que não saiba. Mesmo ele pegando todo mundo, eu não fiquei com ninguém ate hoje, e só saio com vocês, então ele deve saber. E não quero falar nada mesmo não, entendeu? E vc fique fora disso, por favor...

- Bella. Vou falar de uma só vez: COVARDE!- ela gritou e a professora de Espanhol colocou a gente pra fora de sala.
- Que legal Alice! Meu pai vai me matar! Vai ser a fofoca da semana: Filha do Chefe de Policia é expulsa de sala com filha do melhor medico da cidade de Forks. Parabéns minha chatinha. - falei tentando ser firme. A verdade é que adorei sair dali, não agüentava mais.

- De nada Isabella! Sei que você me ama.- Alice disse dando um super sorriso. – Vamos comer alguma coisa e terminar essa conversa. Eu tenho um plano.
- Alice o que você quer aprontar?- fiquei meio ansiosa, quando Alice coloca alguma coisa naquela cabecinha de fada, ela não esquece jamais.

- Calma, vamos lá que eu te conto.

CAP. 3

E assim nos fomos nos sentar. Alice pegou algumas coisas pra gente comer e sentou encima da mesa com as pernas dobradas, parecia àquelas fadinhas que vem em papel de carta sentada, encima de flores.

- Alice, voce parece uma fada de papel de carta.
- Eu sei! Jasper me diz que sou uma mistura de fada e anjo. - Ela diz com cara de apaixonada.

- Anjo não, mas fada sim - respondo brincando.

-Agora Isabella Marie Swan. Chega de papo besta. É o seguinte:  voce tem dois meses pra pegar meu irmão, e eu vou te ajudar. Já bolei tudo. - ela disse muito seria e eu tive de rir.

- Alice eu te amo, mas você viaja amiga. Olha bem pro seu irmão, que por sinal tá saindo lá pro campo de futebol, lindo como sempre, e olha pra mim.- fiz um gesto com a mão na minha direção. Era obvio que Edward era tudo e eu nada. Tá até ele já disse que minha cor é linda, um branco cremoso e meu cabelo meio cacheado também, mas todo amigo diz esse tipo de coisa. E outra...

- Bella! Acorda! Quer me ouvir? – Alice disse me acordando dos meus devaneios. - Bella, eu sei o que voce acha de você mesma, e também sei que ele é lindo. Ele é meu irmão, ele tem de ser lindo. Mas presta atenção, já que voce é a maior covarde que eu conheço a gente pode fazer assim...- ela parou de repente.- O que é aquilo?- falou de novo meio de boca aberta. Olhei na direção que ela olhava e também me perguntei:

- O que será AQUILO?- era um aluno novo, tinha de ser. Ele tinha a cor linda, um moreno avermelhado, os olhos negros pequenos, puxadinhos, um corpo que nossa, vou te contar e – Droga! Ele tá olhando pra cá Alice!- senti meu rosto ficar quente. Droga, eu devia estar super vermelha.

- Bella, eu vi! Ele olhou pra gente! E tá sorrindo de volta, e acho que tá vindo pra cá. Faz cara de legal Bella! Por favor. - ela disse me olhando seria. Cara de legal? Como assim? Essa Alice, vou te contar.

Quando eu ia dar aquela resposta bem malcriada, ouvi aquela voz grossa, meio rouca, mas muito doce e fiquei dura, vermelha que nem um tomate.

- Boa tarde senhoritas. Sou o Jacob, aluno novo, posso sentar com vocês?

- Mas é claro Jacob! Seja bem vindo!- Alice como sempre quer me matar de vergonha

- Eu sou Alice e essa é a Isabella. - Olhei pra ela com cara de raiva.

- Prazer Alice, Bella. - Ele disse meu nome diferente, como quem dá mais atenção do que deveria.

- Prazer Jacob. - eu disse ainda vermelha, então quase me derrubando da cadeira, ele fala:

- Voce tem a cor linda, e ficou mais linda corada. Vou colocar na minha lista de coisas pra fazer em Forks: Deixar a Bella com vergonha mais vezes.- e me deu um super sorriso. Tenho de admitir, que sorriso lindo. Quando olhei pra Alice ela me olhava igual cachorro, sabe de lado quando quer entender alguma coisa? Pois é. Perguntei com os lábios: - Que foi?- e ela riu. Ai vem coisa.

- Então Jacob, fora fazer a Bella corar, quais seus planos pra esses últimos dois meses de aula? E por ultimo, mas não menos importante, cadê a namorada?- Alice perguntou na maior cara de pau. Hoje eu mato ela de noite. Então Jacob soltou uma gargalhada muito gostosa. Gente esse garoto é todo gostoso. Fato.

- Vou terminar o colégio aqui. Meu pai mora aqui e resolvi passar esses dois meses com ele, antes de ir pra faculdade. Eu tinha alguns planos pra esse período, mas eles mudaram assim que eu vi vocês ainda pouco. - ele me olhou ao falar isso e eu corei. Droga. – Quero conhecer a Bella melhor. - ele disse na maior. - Posso Bella?- O que é isso? Sera que to sonhando? Um menino que não é o Mike Newton puxando conversa comigo?- Bella?- ele e Alice perguntaram.

- Pode. Eu acho. - falei morrendo de vergonha. Então Alice pulou de cima da mesa e deu tchau com a mão e mandou um beijo pra mim. Eu sabia que quando eu chagasse em casa ela estaria na minha porta querendo saber de tudo. Olhei pra onde ela foi e a vi parando onde Edward e Jasper estavam sentados. De repente eles  três olharam na minha direção e Alice falava alguma coisa. Jasper riu e piscou pra mim, enquanto Edward me olhava serio. Fiquei olhando pra ele sem conseguir me mexer, ele estava com uma cara muito estranha. Nunca o vi assim. Então senti alguém pegar minha mão.

- Desculpa, eu não resisti. - Jacob falou me olhando nos olhos. – Já te disse que voce é linda?- e fez uma cara de quem falava serio.

- voce disse que a minha cor é linda. - falei sem querer e me arrependi, já ficando corada.

- Pois é. Voce é linda. Parece uma boneca de louça, daquelas que tem as bochechas bem rosadas e os lábios vermelhos, com esse cabelo cacheado castanho e seus olhos... Acho que me perdi neles. - ele disse essas coisas todas tão fáceis, como se eu fosse realmente isso tudo.

- Á TÁ! Pode parar com a brincadeira. É alguma piada? – Perguntei já me levantando, quando ele me segurou pelo braço e me puxou pra um abraço. Fiquei sem reação não só por causa disso, mas também por que ele era forte, e tinha esse cheiro bom, meio amadeirado, combinava com ele.

- Eu não estou brincando Bella. Voce é a garota mais bonita que já vi. – ele disse olhando no fundo dos meus olhos, e então foi se aproximando, chegando mais perto e eu... Soltei-me dele e corri. Corri pro meu carro. Entrei, dei partida e fui correndo pra casa. Parei de qualquer jeito na entrada e corri pro meu quarto.

CAP. 4

 O que foi aquilo? Quase dei meu primeiro beijo. E não foi ia ser com o Edward. E agora? O Jacob parecia bem decidido, e tem pegada. Como eu fujo? Eu quero fugir? Para mundo! Agora é verdade. Fiquei louca. No meio do meu monologo interno, ouço alguém bater na porta. Desci as escadas correndo e quando abrir a porta Alice pulava, não ela quicava, e dava uns gritinhos. Quando ela ia falar alguma coisa, a gente ouviu uma freiada e se encolheu automaticamente. Olhamos pra fora e vimos Edward parar o carro com tanta força que o freio protestou. Ele desceu do carro, parou e olhou pra mim serio. Passou alguns minutos assim e entrou em casa batendo a porta. Olhei pra Alice e ela disse:

- Nossa que será que ele tem? Fazendo cara de confusa.

- Se voce que é irmã dele não sabe, que direi eu. - Falei sem dar atenção, apesar de que eu tava super curiosa.

- Mas o deixa pra lá! Conta-me! O que foi aquilo com o Jacob?- ela perguntou bem animada.

- Alice, eu não sei. Ele ficou dizendo que eu era linda, a garota mais bonita que ele já viu e quase me beija, se eu não tivesse corrido, ele tinha me beijado - enquanto eu ia falando a gente subiu pro meu quarto.- Que eu faço agora?

- Você vai dar uma chance pra ele. Isso que você vai fazer. Ele é muito gato Bells! E tá super na sua. Amiga, aproveita. Por você, por mim!- ela riu e começou a falar sobre beijos, amassos e eu fui ficando tonta. Nunca fiz nada disso. Então ela disse:

- Bella não se preocupa com sua falta de experiência. Ele parece saber o que tá fazendo, e o melhor de tudo: ele quer você! Isso é tudo! To muito feliz por você.

- Alice, você parece ter esquecido, mas a razão por eu ser BV até hoje é que eu quero que seja com o Edward. Você sabe disso. E tá, o Jacob é gato, muito gato e tem atitude, mas eu amo teu irmão.- falei quase chorando - sei que ele não me quer assim, mas eu o amo.

- Bella, não sei o que te dizer. Mas vamos fazer assim. Vou lá hein casa,mas tarde volto. Enquanto isso, pensa ai no que você acha que vai fazer que a gente se resolve. Amo você Bells.- ela deu um beijo na minha testa e eu já estava chorando. Nossa como eu amo o Edward. Esse beijo que eu guardo é dele. Mas pelo jeito ele não pensa assim. Nunca vai pensar. Chorei até dormir.

Cap. 5

POV Edward

 

 

Acordei depois de ter dormido a noite toda. Tocar piano durante muito tempo me deixa cansado. Olhei pra cima da minha mesa de cabeceira e vi o óculos escuro da Bells, que ela tinha esquecido dentro do meu carro após o cinema no final de semana, e ri pra mim mesmo- minha amiga não é só apenas  meio desajeitada, ela também é um pouco esquecida.

Conheço a Bella desde sempre, além de sermos amigos, somos vizinhos. É dificil cruzar com ela de manha, já que eu sempre saio daqui meio atrasado. Mas sempre que ponho os olhos nela no colégio dou um abraço e um beijo no seu rosto. Ela tem essa cor linda, clara e cremosa, e quando fica tímida suas bochechas ficam vermelhas... Adoro aqueles olhos castanhos. A Bella é uma garota especial.

Sai de casa como sempre atrasado, e fiquei um pouco surpreso quando vi o carro dela ainda na frente de sua casa, mas achei melhor deixar pra perguntar da Alice o que aconteceu. Depois de alguns minutos no colégio, estava encostado na grade com Alice, Jasper, Emmet e Rosalie, quando a vi estacionar o carro. Como sempre fui ao seu encontro, mas quando olhei direito a vi de óculos escuro. Ela tinha chorado. De novo. Bella tem esses pesadelos dos quais ela não gosta de falar, mas me dói a ver desse jeito, com jeito de quem tá sofrendo muito. – Bom dia Bells! Porque os óculos escuros?- pergunto.

- Bom dia Edward! E não dormi bem - ela responde ficando vermelha.

-Hum.  Mas tá tudo bem? – pergunto preocupado.

- Esta sim, tudo muito bem- ela responde. Mas como mente mau. Eu sei que ela não quer me contar, e eu não vou forçá-la a falar.

- Então já que voce não quer me falar, vamos pra aula - sorri pra ela.

- Hunrum, vamos sim. - ela respondeu sem animo.

 

Tenho de perguntar da Alice o que aconteceu com  Bella. Fui pra sala de aula pensando nisso. Ultimamente tenho pensando muito na Bella, mas não sei o porquê. Acho que são as aulas chegando ao fim. Mas isso não devia me preocupar, não quando vamos todos pra mesma faculdade. A Manha passou como sempre, se arrastando e sem graça. Quando as aulas acabam, eu e Jasper vamos para o campo de futebol sentar debaixo de uma arvore pra ver o treino. As meninas já devem estar lá esperando a gente. Quando saímos, eu as vi sentadas numa mesa conversando, elas nos viram e não vieram ao nosso encontro, deve ser conversa seria.

- Jasper, que será que elas estão conversando?- pergunto.

- Edward, deve ser coisa de mulher, deixa elas, daqui a pouco elas vêm pra cá. - Ele respondeu  olhando pro campo.

- Tá bom então, vamos esperar - Respondi ficando meio triste, quero saber o que a Bella tem e o que elas estão conversando. Depois eu pergunto  a elas, e se a Bella não me contar nada, vou ter um papo com a baixinha da  minha irmã. Pensando nisso foi que eu vi aquele brutamonte passar em direção a mesa das meninas.

- Jasper, quem é esse ai?- perguntei olhando as costas do carinha indo à direção a mesa.

- Esse ai é o Jacob, aluno novo. Muito gente boa, as meninas estão pirando por ele, mas eu já disse que a Alice é minha.- Jasper disse rindo.- Rapaz, eu acho que ele tá indo falar o a Bella,bom, pelo menos ele tá olhando pra ela enquanto anda.

- Que? Como assim olhando pra Bella?- Falei já querendo me levantar quando ouvi Jasper falar serio.

-Edward, que foi? Parece ate que você se importa. Deixa o cara, eles são solteiros, e a Bella precisa de um namorado. Nossa, ela tem quase 18 anos e nunca beijou. Ela precisa de um cara igual ele, que já chega chegando. - ele disse se acabando de rir.

Não falei nada. Fiquei olhando a cena. Esse carinha, esse tal de Jacob chegou lá e falou alguma coisa que deixou a Bella vermelha. Então sentou do lado dela e falou mais alguma coisa que novamente a deixou vermelha.  

Do nada Alice se levanta dá tchau e manda um beijo pra Bella e vem andando sozinha na nossa direção. Perai! Como assim a Bella vai ficar lá com aquele Jacob? Quando Alice chega à nossa frente ela me olha como quem pensa  “bem feito” e então ela fala na maior cara de alegre: - Jasper, você não vai acreditar!- engraçado ela dizer Jasper e fala olhando pra mim – O Jacob tá se jogando encima da Bella. Ele disse na cara dela  que ela é linda, a cor dela é linda, e que fazer ela corar é a meta dele, já que assim ela fica mais linda ainda. E ainda perguntou se ele podia a conhecer melhor. - nessa hora todos nos olhamos na direção da mesa onde Bella estava. Ela viu a gente, Jasper riu e piscou pra ela, Alice ficou com cara de alegre como sempre e eu não consegui fazer nada. Ainda pensando na quantidade de linda de que ele tinha dito pra ela e nesse papo de conhecer melhor. Ela ficou me olhando seria também. Então do nada aquele idiota pegou na mão dela e ela olhou ele nos olhos e assim ficou. Eles começaram a falar alguma coisa quando ela levantou e ele a puxou pros braços dele. Nessa mesma hora eu lenvatei não sei como e já ia lá quebrar a cara desse cachorro safado sem vergonha, quando Jasper me segurou e Alice falou:

- Edward o que tá fazendo? Vai estragar o momento dela? Alguém que não é o Mike Newton está atrás dela, dizendo as verdades que todo mundo já sabe. Bella é linda! E ela merece ser cortejada e desejada. Qual é o seu problema?- ela disse  olhando seria pra mim, eu sentia seus olhos nas minhas costas, mas continuava olhando aquela cena, então Jacob foi se aproximando da Bella, mais perto, mais perto e quando quase os lábios se tocavam, Bella saiu correndo. Ficamos todos calados. O carinha lá ficou parado com os braços estendidos pra frente, e então sentou e colocou a cabeça nas mãos parecendo bem triste. Por mim ele pode se explodir igual uma bomba, que não ligo. Jasper me soltou e então Alice continuou:

- Edward, me diz o que foi aquilo? Você ia lá? O que você ia fazer quando chagasse lá? Nada né? Por que não é da sua conta. Bella está sozinha desde sempre e você nunca ligou, o que te deu hoje? Logo hoje que um garoto lindo e esperto, sim esperto, por ter a notado, vai lá e fala pra ela tudo o que uma mulher quer ouvir? Sim, porque a Bella é uma mulher, embora você não note isso. Edward não se meta, não estrague isso se você não quer nada com ela. Pois você bem sabe o quanto ela é especial e merece ser tratada como tal.- Alice falou isso de uma maneira muito dura e seca. Mas era tudo verdade. Ela estava mais do que certa. Esse tal Jacob é esperto, viu de primeira o quanto Bella é especial e foi lá falar tudo isso pra ela. Simples assim. Como eu sou burro. Sai correndo do campo sem olhar pra trás e entrei no meu carro, lingando-o e saindo do estacionamento cantando pneu, então liguei o som e coloquei um CD pra me acalmar. Era o CD de uma banda inglesa que eu gosto muito, Oases e começou a tocar wonderwall. Caramba. Essa musica me acabou. Não sei por que estou assim, realmente a Bella sempre esteve lá e eu nada fiz. Sempre notei sim o quanto ela é linda, e maravilhosa e especial, mas eu sou um safado, preferi sair agarrando todas as disponíveis no colégio, ate mesmo porque nunca achei que a Bella fosse me querer sabendo do safado que eu era. Pensando nisso, eu chorei. Perdi Bella sem ela nem mesma ser minha. Rodei por algum tempo e decidi ir pra casa tocar meu piano, pensei numa melodia nova. Quando entrei na rua a vi. Ela estava parada na frente de sua casa falando com Alice. Dei uma freada brusca e o carro protestou então elas se encolheram. Sai andando com força, não queria olhar pra ela, mas mesmo assim a olhei. Ela era realmente linda. A garota mais linda que já vi. Parei e olhei pra ela por alguns minutos e ela ficou me olhando. Eu sai quase correndo pra dentro de casa e bati a porta com força. Só queria ir pro meu quarto tocar meu piano e tentar colocar meus pensamentos em ordem. Toquei algum tempo, acabei escrevendo uma musica nova. Uma musica pra ela. Pra minha Bella. Então pensei: “como assim minha?”droga. Como fui cego e burro. Sentei na cama e de repente ouvi uma batida leve na porta.

- Entra Alice. - eu sabia quem era.

- Edward, tenho que falar com você - ela disse sentando ao meu lado- Acho que hoje, você entendeu o que realmente tem acontecido meu irmão. Você está perdendo a mulher da sua vida. Não vem me dizer que você não percebeu que tá apaixonado pela Bella - ela me olhou e então eu baixei minha cabeça e chorei.

-Você é  muito covarde, minha nossa. - ela disse como quem sabe de alguma coisa e não quer contar.

- Alice, eu a perdi, eu sei. Também sei que ela nunca foi minha. Eu nem mesmo sabia que gostava dela desse jeito. Sempre soube que ela é especial. E o quanto ela é linda. Meu Deus! Quem não ve isso?- eu falei entre as lagrimas.

- Você parecia não notar isso meu irmão. Você nunca falou nada pra ela alem daquela baboseira de amigos. E agora o Jacob chegou, e ele vai seguir enfrente, estou te dizendo. - Alice disse muito seria - Mas eu acho que você tem mais chance... Se você lutar de verdade, se isso que você esta sentindo for de verdade

- Alice, acho que amo a Bella.- eu falei isso e senti. Essa é a verdade. - Eu a amo.

- Eu sei. Por isso vim aqui falar com você. Eu sempre vi  você  pegar todo mundo, mas nunca se apegar. Nunca namorou, nem dividiu sua vida com mais ninguém. Só com a Bella. Ela sabe tudo sobre voçe, seus gostos, seus sonhos e tudo mais. Só que você não se tocou o porquê disso até hoje. - Ela falou mais uma vez a verdade.

Eu baixei minha cabeça e de novo chorei. A única pessoa que me conhece de verdade fora minha irmã é a Bella. Chorei ate dormir. Não sei que horas Alice saiu do quarto. Mas quando acordei, a primeira coisa eu vi, foi Bella na sua janela cantando uma musica do Kings of leon, use somebody.  Ela cantava com emoção e eu percebi que ela estava chorando. Ela segurava uma foto, eu acho, na mão. O que eu senti não se explica. Eu sempre tive vontade de beijar as garotas, beijei todas que eu quis, mas aquilo não era apenas desejo de beija-la. Eu precisava sentir aqueles lábios. Então ela saiu da minha vista. Fiquei com aquele refrão na cabeça- Semione like you, somebody.

Alguém como ela. É dela que eu preciso. E vou lutar por ela. Alem do que, vamos juntos pra faculdade e eu quero chegar lá com ela do meu lado.

Bella tem de ser minha. Eu não sabia antes, mas agora eu sei. Sou dela.

 CAP: 6

POV Bella

 

Acordei cedo. Peguei meu ipod e coloquei uma musica que adoro. É do kings of leon, use somebody. Essa musica foi feita pra mim e pro Edward. Esses anos todos, tentei que ele notasse alguém como eu. Enquanto ele estava na rua com outras garotas, eu estava aqui pensando nele. Eu esperava que ele notasse como nunca fiquei com ninguém, e que também eu era diferente das outras garotas. Eu sei tudo dele. Eu o amo. Enquanto olhava uma foto nossa junto, em um dos nossos muitos passeios, eu cantava. Aquele refrão ficou na minha cabeça- someone like you-  alguém como ele é o que eu preciso. Eu preciso dele. Tomei meu banho, me arrumei e fui pro colégio. No carro fui pensando em Jacob e Edward. Jacob me notou assim que me olhou, me olhou como mulher e me quis. Edward sempre esteve aqui e nunca fez isso. Eu o amava, mas sabia que ele não me queria. Então resolvi dar uma chance ao Jacob. Decidi me afastar de Edward. Daqui a quatro meses eu estaria longe, em outra cidade, longe dele, do meu amor. Então era melhor começar a me afastar. Chegou à hora. Vou agir com ele como se ele fosse só isso mesmo, um amigo. Quando cheguei ao estacionamento vi Edward encostado no volvo e Jacob encostado numa pick-up enorme, mais a frente Alice e Jasper, me olhava. Sai do carro decidida.

- Bom dia Alice e Jasper. Edward. - falei meio indiferente e andei na direção de Jacob.

- Bom dia Jacob - falei e dei um beijo em sua bochecha. Ele ficou sem reação, e pelo silencio os outros também. Ate que ele disse:

- Agora sim meu dia está bom. Bom dia pra você também, a mais Bella de todas as belas.- ele pegou minha mão e a beijou. Senti-me corar e ele passou a mão por meu rosto com muito carinho. Então andamos para nossas salas. Não parei pra olhar pra trás.

Em minha aula, Alice  me perguntou:

- Bella, o que foi aquilo?

- Eu simplesmente segui em frente. Passei esses anos todos esperando seu irmão me notar como mulher, mas já que isso não aconteceu, e o Jacob fez o que ele devia ter feito, porque eu não dou uma chance pra ele?- eu disse bem segura.

- Nossa. Estou sem palavras. Preciso sair daqui - ela disse e já saiu correndo pela porta.

 

Nossa, eu sei que Alice é meio doidinha, mas essa foi nova. Sai da sala calma, esperando encontrar Jacob, quando ouço alguém falar alto, presto atenção e vejo que Edward e Alice meio que descutiam. Então ela o abraça e ele chora em seu ombro. Nossa que será que aconteceu? Bem, não é da minha conta. Dei as costas e fui andando pro campo na frente da escola. Esperei um pouco por Jacob, mas ele não apareceu. Decidi ir pra casa. Fui devagar ouvindo Muse. Edward ouvia muito Muse. O vocalista toca piano super bem, então faz sentido e a musica é muito boa. Eu ouvia resistance, e é verdade, como a musica diz, o amor é uma resistência e pode dar errado. No meu caso deu. Enquanto pensava nisso ouço uma buzina e paro. O volvo de Edward encosta do lado de minha janela. Abro o vidro e pergunto dele:

- O que foi Edward?- pergunto meio irritada.

- Quero falar com você - ele diz, com a voz meio cortada, um pouco rouca. Pensei ser por causa do choro de mais cedo. Então ele queria se lamentar comigo por alguma daquelas vacas que ele pega? Poupe-Me.

-Edward, cansei. Eu não quero saber o que é. Fale com Jasper. Cansei de saber dos seus ficas. Vou cuidar um pouco de mim. - falei bem ríspida. E ele me olhou com uma cara. – Tchau Edward.

Liguei o carro e fui embora e ele ficou lá parado no acostamento.

Depois desse dia, passei o próximo mês e meio sem falar com ele. Daqui a  duas semanas eu iria embora daqui. Eu o via no colégio, e as vezes na frente de casa, já que éramos vizinhos. Alice sempre me perguntava se eu tinha certeza do que queria fazer, e eu não pensava nisso. Era melhor o deixar viver a vida dele como sempre foi. Eu parecia bem, já que estava tudo certo pra mudança dali a alguns dias, minhas notas estavam ótimas e eu andava me arrumando mais. Sempre que me olhava Jacob suspirava e me elogiava. Ele me chamou pro Baile, então acho que meu primeiro beijo sai antes da faculdade. Embora já fosse pra ter saído desde de aquele primeiro dia. Mas ele viu que eu estava com medo e achou melhor não me apressar. Ate mesmo por que ele vai pra mesma faculdade que eu. Vai fazer outro curso em outra parte, mas ainda é na mesma cidade. Eu me pergunto se Alice já contou isso pro Edward. Deve ter contado e pelo jeito ele nem ligou. Depois daquele dia do carro, ele nunca mais me procurou.

 

 CAP: 7

O dia do grande baile chegou. Minha roupa estava pronta, um vestido vermelho lindo. Ia prender o cabelo num grande rabo de cavalo e usar um super salto. Tudo pronto.

Menos eu. Amanha vou embora de minha cidade, e não fiquei com o meu grande amor. Escondi isso esses quase dois meses. Mas eu preciso continuar fingindo. Mas a verdade é que estou destruída. De repente ouço a campainha. Ate sei quem é.

Alice entra no meu quarto com todo tipo de coisa pra deixar uma mulher bonita e começa os preparativos. Quando terminamos nos olhamos no meu grande espelho e ela me falou:- Isabella você está  a mulher mais linda que já vi! Realmente Bella.-

- Obrigado Alice. A culpada disso é você - eu disse rindo.

Descemos as escadas e Jasper estava lá fora esperando por nos. Alice saiu pela porta primeiro e eu ouvi Jasper ofegar- Alice, minha nossa, voçe está perfeita!- ele disse com tanto amor e carinho, que eu ri sozinha. Adoro esses dois.

E então eu sai. E tomei um susto quando vi Edward do lado de Jasper e Alice. Eu Levantei meu rosto e quando vi, Edward me olhava dos pés a cabeça e então parou nos meus olhos e ficou olhando dentro deles. Eu ainda o amo. Nada mudou. Mas hoje isso muda. Vou ficar com outro. Depois de algum tempo nos olhando ele da um passo na minha direção e fala:

- Você é a mulher mais linda que eu já vi. Não só hoje. Você sempre foi à mulher mais linda do meu mundo.

Achei que meu coração fosse parar. Ele era muito injusto e mal. Como podia me dizer isso sabendo que não achava de verdade? Eu quis chorar, mas me controlei. Hoje eu ia ter meu encontro com alguém que me queria.

-Porque você está falando isso? Você finalmente sabe que eu te amei todos esses anos e agora quer me maltratar mais um pouco? Ou então pior que isso, você está com pena de mim? Pois é não fique. Agora eu tenho alguém que me quer. E amanha eu estou atravessando o pais pra ir pra faculdade... - antes que eu continuasse ele gritou:

- como assim pena? E como assim me amou esses anos todos? – ele  foi aumentando a voz e de repente gritou com força:- VOCÊ VAI PRA UMA FACULDADE DO OUTRO LADO DO PAIS? QUE MERDA É ESSA? VOCÊ TÁ LOUCA?- ele tremia. Jasper o segurou pelo braço e o chamou pra ir embora, foi ai que notei o quanto ele estava lindo. Droga.

Logo em seguida ouvi o barulho da Pick-up de Jacob, então ele parou e depois de me dizer o quanto eu estava mais linda do que nunca, e repetir também que não sabia como isso era possível, ele me ajudou a entrar no carro e fomos pro baile.

 CAP: 8

Eu estava preparada para aquilo. Mas parecia tão errado.  Decidi antes de entrarmos no baile que ia andar um pouco. E pedi ao Jacob que me esmerasse lá dentro. E ele me atendeu. Fui andando em direção ao gramado, olhando o céu, que estava lindo e estrelado, coisa rara por aqui. Andei mais um pouco e ouvi alguém chorando... Fui andando pra perto do lugar da onde o choro vinha e perdi o ar quando vi quem era.

Edward estava sentado debaixo da arvore em que sentávamos todos os dias durante os 4 anos de ensino médio, a não ser por aqueles quase 2 meses nos quais me afastei. Ele chorava muito com a cabeça nas mãos. Eu queria ter ido embora. Eu devia ter ido embora, mas meu amor me dominou... Eu precisava ajudar ele, não importava se ele chorava por outra mulher que não fosse eu. Eu criei coragem e me abaixei próximo dele, que nem me sentiu chegar. Coloquei a mão em seu ombro e quando eu ia falar ele disse:

- Eu sei Alice. A culpa de ela estar nos braços de outro é só minha. Eu mereço que ela vá embora com ele. Eu mereço sofrer por esses últimos 4 anos em que a fiz chorar, mesmo sem saber. Mas eu sinto tanto não poder ter dito a ela que eu a amava. Que eu a amo. Que eu queria que ela fosse minha. Que eu sou dela. - e ele começou a chorar de novo.

Fechei meus olhos e quando senti, estava chorando. Será que aquilo era verdade? Ele me amava? Quando não falei nada ele continuou:

-Alice, eu vou embora, antes que eu veja eles dois se beijando. Não acho que eu vá agüentar ver. Você pode dizer pra ela que eu quero que ela seja feliz? Não diz nada sobre eu estar assim. Diz que eu vou esperar por ela, que ela sabe onde eu vou estar. E que eu a amo mais que tudo. Que sempre amei, mas fui burro e cego de não ter visto isso antes. - Então ele se virou e quando me viu caiu de joelhos aos meus pés.

-Bella! Meu Deus! Era você ai, esse tempo todo?- ele perguntou parecendo desesperado. Eu balancei minha cabeça mostrando que sim. Então ele continuou:

- Tudo o que eu disse é verdade. Eu amo você. Eu sei que agora não adianta mais, que eu sou um tolo, mas já que você ouviu tudo aquilo... Não tenho como negar. Você é a mulher da minha vida, dos meus sonhos. Eu amo você.

Então ele tocou meu rosto bem devagar e eu senti que ia corar, então ele começou a chorar de novo e encostou a testa na minha. Eu toquei seu rosto e olhei nos seus olhos. Então me perdi. E logo em seguida me achei. Como eu amava Edward.

Ele se aproximou e falou baixinho bem perto dos meus labios:

-Eu amo você.

E eu respondi:

- Eu também amo você. Sempre amei.

Então acontec